Blog


14.02.2019

Muito mais do que praia: 5 locais encantadores no litoral da região sul

O sul do país é composto pelos estados de Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul: todos afortunados com um belo litoral. Nos meses quentes, a população destes estados costuma povoar temporariamente as praias. No entanto, a região litorânea possui belezas que vão muito além da areia e do mar. Lagoas, serras e morros cobertos pela mata atlântica proporcionam passeios que fogem do convencional. Veja alguns deles:


RIO GRANDE DO SUL:

- Osório e Morro da Borússia

Quem frequenta o litoral norte do Rio Grande do Sul possivelmente já passou pelo município de Osório. A “Terra dos Bons Ventos”, como é conhecida pelos seus habitantes, é referência em energia renovável devido ao seu imponente parque eólico, que consegue abastecer com eletricidade até 525 mil famílias da região. O complexo eólico de Osório é considerado o maior do tipo na América Latina, e recebe visitantes que desejam conhecer mais sobre essa megaestrutura. As visitas ocorrem de quarta a segunda-feira no período das 9h às 17h. 

Foto: Complexo Eólico de Osório

Próximo ao parque eólico, também em Osório, está o Morro da Borússia, um destino à margem da BR-101. Trata-se de um morro de 400 metros de altura com uma importante área de Mata Atlântica preservada. No alto, há uma pista para saltos de asa-delta, mas o que atrai tanta gente para o topo da trilha é a vista privilegiada da região litorânea.  

Vista Morro borússia | Foto: Jornal NH

O Morro conta com um mirante próprio para observação, localizado um pouco mais acima da pista de asa-delta. Alguns poucos quilômetros separam o local da Cascata da Borússia, bastante frequentada nos dias de verão e com boa infraestrutura para famílias que desejam passar o dia.

Cachoeira Borússia | Foto: Rotas de Moto

É possível chegar ao topo a pé ou de carro, por uma estrada pavimentada. 


- Cachoeiras de Maquiné
Na região em volta do pacato município de Maquiné – banhado por 3 rios – é possível encontrar diversas cachoeiras, explorar trilhas e passar um dia de paz e sossego. A Cascata do Garapiá, uma das mais conhecidas, fica a mais ou menos 20 km do centro da cidade. A estrada é íngreme e não asfaltada, portanto é preciso ir com uma dose de disposição para aventura. A paisagem, no entanto, é compensadora!

Foto: Destinos do Sul

A segunda cascata mais frequentada da região é a da Forqueta. Com uma trilha de maior dificuldade, este é o ponto de encontro dos mais aventureiros. Ainda assim, vale a pena a travessia por pedras e córregos para banhar-se numa queda d’água de 70 metros.

Foto: Pinterest


SANTA CATARINA:

- Museus Históricos de Laguna

Laguna é uma cidade do litoral de catarinense que, além de possuir lindas praias, respira história. Com mais de 3 séculos de vida, Laguna foi um cenário emblemático durante o período da Guerra dos Farrapos, sendo especialmente conhecida por ser a cidade natal de Anita Garibaldi. O que não falta na região são museus e construções da época, como o Museu Anita Garibaldi e a própria casa onde ela viveu.

Museu Anita Garibaldi | Foto: Wikipedia

Casa de Anita Garibaldi | Foto: IPHAN

Mirantes:
Laguna possui dois pontos atrativos para ver o município e a orla de cima. Um deles é o Mirante de Nossa Senhora da Glória, que é de fácil acesso e com estrada pavimentada. Outro é o Farol de Santa Marta, um dos faróis mais potentes do Brasil em alcance, e que serve como guia para as embarcações que se aproximam da região desde o século XIX.

Mirante de Nossa Senhora da Glória | Foto: Destino Mundo Afora

Farol de Santa Marta | Foto: Jornal de Laguna

Vale a pena também passear pelo Centro Histórico, que apresenta em torno de 600 casarios e monumentos tombados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

Centro Histórico de Laguna | Foto: Wikipedia


- Morro dos Conventos

Na região de Araranguá se localiza um dos melhores lugares de SC para a prática do sandboard, que é a descida com prancha por dunas de areia. A prática do esporte é o que atrai muitos turistas para o Morro dos Conventos, além da paisagem da região, com seus paredões rochosos de 80 metros de altura. O alto do morro oferece ainda uma vista da beira da praia e do encontro do rio Araranguá com o mar.


Além prática de sandboard, há outras atividades para se entreter. No Rio Araranguá é possível realizar passeios de jet-ski e windsurf; há diversas trilhas em meio a natureza; e até uma plataforma de voo livre no topo do morro. O local fica próximo à área urbana, onde há muitas opções de hospedagem.

Rio Ararangua | Foto: Wikimedia Commons


PARANÁ:

- Reserva Ecológica Sebuí

Para chegar a Reserva Ecológica Sebuí, no litoral do Paraná, é interessante começar o passeio por Guaraqueçaba, uma pequena cidade que fica a 160 km da capital Curitiba. A partir de Guaraqueçaba, o trajeto a Sebuí dura 50 minutos em barco. Se trata de uma reserva particular, administrada por uma operadora de ecoturismo, que conserva mais de 400 hectares de Mata Atlântica e incontáveis espécies de plantas e animais nativos.

Foto: GShow

No local é possível realizar trilhas no mangue e na beira dos diversos rios que banham a região, além de se aventurar nas cachoeiras e saltos, fazer passeios em canoas e caiaques, e curtir uma tirolesa de 60 metros. 

Foto: mochileiros.com

Gostou do conteúdo? Não esqueça de compartilhar nas suas redes sociais!

Compartilhe