Blog


03.09.2019

O charme de ter uma adega em casa

Inspirados pelo projeto Adega Conceito desenvolvido pelas arquitetas Nathália Filizola e Maria Meira Lins do Studio NB para a CASACOR PE 2018, hoje vamos falar sobre esse ambiente moderno e elegante que cada vez mais ganha atenção nos projetos de arquitetura. No caso da Adega Conceito, partindo do tema “Casa Viva” a Adega integra o interior do ambiente com o jardim externo, trazendo o verde através de uma sacada de vidro. 

A ideia era criar um espaço gourmet integrado de características jovens com móveis e decoração acolhedora. Além de um lugar bonito para armazenar os vinhos este foi um ambiente pensando como o local perfeito para desfrutar momentos incríveis entre amigos e família.

 

Foto: Projeto Adega Conceito – Studio NB – Para CASACOR PE 2018


Você sabe quais são os modelos de adega disponíveis no mercado? Antes de construir ou montar uma adega você precisa estar por dentro dos tipos e variedades, conhecendo cada uma delas você pode dar o primeiro passo para encontrar aquela que mais combina com seu estilo de vida. 

 

Adega passiva

Entre todos os modelos, a adega passiva é o modelo que não necessita de muitas especificidades ou modernidades para manter os vinhos em uma temperatura ideal de conservação. Normalmente são construídas abaixo do nível da casa e com as condições adequadas de escuridão e umidade. É muito importante que ela fique protegida dos raios UV e proporcione as condições ideais de temperatura (entre 10 e 16°C) e umidade (entre 65 e 85%) para armazenar as garrafas.

 

Um aspecto negativo para os que buscam a agilidade na instalação é o fato deste modelo precisar de uma reforma mais intensa em sua casa, pois se não for construída e planejada corretamente, os dias quentes de verão proporcionados pelo nosso país tropical pode afetar a qualidade dos vinhos. Mas um fator elegante e clássico a ser considerado na construção de uma adega assim é o estilo de cave francesa que ela proporciona ao ambiente.


 

Adega termoelétrica

Diferente das adegas passivas que praticamente funcionam por si mesmas, apenas com sua própria estrutura, a Adega Termoelétrica funciona a base de eletricidade para fornecer as condições necessárias para preservar o vinho. 

É indicada para pessoas que moram em locais de climas intermediários pois a utilização de energia para mantê-la funcionando é mínima. Portanto não é recomendada para pessoas que residam em regiões mais quentes visto que necessitam de um resfriamento maior o que demandaria um gasto de energia também maior.

 

Adega com compressor

Esta sim é a melhor opção para aqueles que possuem vinhos mais aprimorados e vivem em regiões mais quentes. A vantagem de ter em sua casa ou apartamento uma adega com compressor é total, ela é capaz de suprir todas as suas necessidades. No entanto, isso traz um custo em energia já que este modelo necessita de uma quantidade maior de força para resfriar o interior do ambiente.

 

Com esta tecnologia você consegue regular e determinar temperaturas diferentes para pontos distintos da sua adega, isso torna possível adaptar a temperatura para cada sessão de garrafas. Contudo, é preciso considerar um ponto bastante importante: o barulho causado pelo compressor. Esta ferramenta responsável pela refrigeração do ambiente emite um som alto e constante.

 

Já sabe agora qual tipo de adega escolher para a sua casa? Esperamos ter esclarecido algumas dúvidas e curiosidades! Até o próximo post! 

 

Referência: Blog/Famiglia Valduga
Imagens: Reprodução/Pinterest/TuaCasa.com
Compartilhe